26 de janeiro de 2013

Eu Gosto de Gatos #5



Vicente, 2009

Esta foto já é antiga (tem quase 4 anos, o que em vida de gato é algum tempo), mas é provavelmente a minha foto preferida do gordo. Aqui, o Vicente tinha 3 anos e pouco, hoje tem 7 anos e engordou um bocadito mais do que eu gostaria, para o bem dele. Mas é um doce em forma de 8 kgs de gato =)

Foi recolhido da rua, onde estava a miar, muito assustado, enfiado debaixo de um carro (não sei se no motor se numa roda). Devia ter uns 3 meses. Conseguimos apanhá-lo, trouxe-o para casa numa caixa de papelão fechada com fita adesiva e soltei-o numa casa de banho, aflita - o bicho guinchava, gritava (aquilo não era miar!) e trepou pela parede de azulejos, sem apoios, mais ou menos a minha altura. Eu estava num canto, de mãos na cara, à espera de ser atacada. Não fui, mas estive durante dois dias muito desolada pois estava convencida que era impossível sociabilizar aquele bicho, quanto mais conseguir domesticá-lo para o encaminhar para adopção!

Devagarinho, conquistei-o. levava-lhe comida, não tentava tocar-lhe nem fazer festas e sentava-me no chão quieta, a vê-lo comer. Um dia rosnou-me. Depois percebi que não era um rosnado, era um ronronar forte que parava a seguir por medo. Dias depois vinha sentar-se mais perto, acabou por se deitar nos meus pés - quase na pontinha dos pés e sempre cheio de medo. Por fim, deixava-se agarrar, mas nunca ficava ao colo.

Não consegui dono, a única interessada desistiu, no dia em que o veio buscar o bicho bufou, arranhou-a, saltou-lhe dos braços e fugiu, escondeu-se. Desistiu, e nesse dia eu soube que ficava com ele. Em pequenino, dormia ao meu lado, entre as duas almofadas da cama. Cresceu e ficou grande (é um gato gordo, mas também é muito grande), prefere dormir aos pés da cama ou, se estiver frio, enfia-se debaixo da roupa aninhado no meu braço.

Ronrona demasiado alto, tem um miado demasiado agudo para um gatarrão com mais de 8kgs. Continua a ter pânico de desconhecidos, esconde-se e ninguém o vê até as pessoas irem embora. Tem medo da campainha da porta, nunca tentou sair de casa, recusa-se a ir à rua.

Com 7 anos, e agora que é inverno, só quer colo e muitas vezes trabalho no computador com ele em cima de mim, e a tentar aninhar-se em cima de um dos pulsos. Adora o aquecedor, dorme com a cabeça encostada a ele e ficamos sempre a pensar que aquilo deve fazer-lhe mal.

É o meu gato :)
(ele e as outras 3, mas delas falo noutra altura)


6 comentários:

  1. É tão lindo! :) Eu adoro gatos também! Tenho duas! :)
    A Pretusca também ronrona alto de mais, e não sabe controlar as unhas, mas é uma meiguinha!
    A Floca é a mauzura cá de casa (para quem não conhece, rosna mesmo tipo cão) e dá patadas!
    LOL
    Os gatos são mesmo maravilhosos, cada um com a sua personalidade! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ena, tens uma gata que faz de cão de guarda, que giro! :)

      eu tenho 4, e são todos diferentes uns dos outros. já sinto falta de ter um cão, mas decididamente sou uma "cat person"

      beijinhos!

      Eliminar
  2. Uma historia muito bonita! Com um ''final'' feliz, afinal eles sao a nossa companhia e nos a deles! =)

    ResponderEliminar
  3. Oh que história tao bonita, e ele é um amor!!
    Eu também tenho um gato e adoro-o, super meigo e agora já está mais velhinho só quer é dormir ahah
    Foi criado só com cães desde pequenino por isso acho que ele pensa que é um cão, mal ouve algum barulho lá fora ou o cão a ladrar vai logo espreitar e acompanha-lo ahah
    Mas o mais giro é quando ele passava o dia inteiro a "lavar" a cadelinha boxer, coitado acabava cansado xD
    http://sosweetsopink.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eles são tão adaptáveis a quem os acompanha que dão histórias giríssimas! o meu primeiro gato era um siamês, teria uns 3 anos quando adoptámos uma cadelita pinsher e a cadela só queria brincar com o gato, então eram inseparáveis e até dormiam juntos. é tão giro :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...